zonaconforto

Perigo na Zona de Conforto

O seu desafio enquanto gestor de pessoas deve ser o de elevar os colaboradores da psicologia do direito adquirido para o de conquista, um estado no qual as  pessoas são revigoradas pelo desafio e a conscientização de que seu trabalho será premiado com base no trabalho executado.

A premissa é conquistar o que recebem e receber o que conquistam.Onde não há qualquer senso de urgência, a motivação decai e a vitalidade evapora. Mesmo os bons perdem o estímulo quando vêem trabalho não produtivo tolerado.

O direito adquirido destrói a motivação, diminui a produtividade e esmaga a auto estima. Citando Falconi, um dos consultores de maior referência na América Latina, você só cresce quando tem um desafio maior que o atual. O frio na barriga é necessário para sairmos da Zona de Conforto.

Embora temos consciência que a produtividade sofre quando a ansiedade é alta, esquecemos de ver o efeito destrutivo da ansiedade muito baixa. Os colaboradores que recebem, mas não produzem perdem seus parâmetros. Proteja-os do risco e estará destruindo sua auto estima e roubando-lhes a oportunidade de serem pessoas fortes e competentes.

A confiança vem do fato de vencer o desafio. Sem confiança, ninguém corre riscos. Sem correr riscos, ninguém desenvolve a coragem. Por isso vale ressaltar, tolerância demais cria fraco desempenho.

As pessoas produzem muito aquém quando não são estimuladas e não são responsabilizadas pelos seus resultados.

A maior parte das pessoas pensam : se o resultado não faz diferença, por que
tentar?

O que impacta diretamente na produtividade.
As empresas precisam de colaboradores confiantes para enfrentar os
problemas, capazes de se adaptar às mudanças, de ter disciplina para persistir e ter coragem para inovar.

Na psicologia da conquista, os colaboradores não tem medo de agir, porque
sentem que são importantes, e a pressão para serem bem sucedidos torna o trabalho estimulante.

O fato de fazer as pessoas trabalharem e esperar que façam o melhor, desenvolve a confiança e a independência. Quando se leva os colaboradores a desenvolver um conceito de conquista, dá-lhes poder para conseguir, para resolver problemas, para progredir, para mudar e se adaptar.

A ligação entre a conquista e a inovação é especialmente importante no cenário competitivo. Passa a ser cada vem mais essencial, ver as coisas de modo diferente de como têm sido vistas antes, pensar fora da caixa . A quebra de hábitos e padrões, envolve riscos, porque ser diferente geralmente é visto inicialmente, como estar errado.

Pesquisas psicológicas confirmam que a motivação é maior quando as probabilidades de sucesso são de 50%. As pessoas não se sentem realmente
estimuladas para desenvolver trabalhos extremamente difíceis. As pessoas precisam ser estimuladas e apoiadas simultaneamente. Para que a mudança aconteça, é preciso coragem e força para lidar com os resistentes.

Resumo e adaptação elaborado pela professora Karine Moura de Carvalho Costa,
Coach, mestre em administração e diretora da Consultar Gestão de Pessoas e
Encantarh Jogos Empresariais.

Baseada no livro Perigo na Zona de Conforto de Judith
M. Bardwick.